Reflexões a respeito do seguro garantia e da nova Lei de Licitações

Palavras-chave: Risco, Seguro garantia, Indenização, Licitações, Contratos

Resumo

O presente artigo busca traçar reflexões acerca do impacto da nova lei de licitações e as mudanças que ela desencadeia na causa do contrato de seguro garantia. Para tanto, analisam-se, comparativamente, os modelos estadunidense  e brasileiro de performance bond, pontuando as principais inovações trazidas pela Lei nº. 14.133/2021.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ilan Goldberg
Pós-graduado lato sensu em Direito Empresarial pelo IBMEC, mestre em regulação e concorrência pela Universidade Cândido Mendes (UCAM) e doutor em direito civil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Além de ser professor e coordenador de vários cursos, publicou livros e muitos artigos em revistas nacionais e internacionais. Advogado várias vezes nomeado pelas tradicionais publicações Who’s Who Legal, Chambers & Partners e Legal 500, é membro da AIDA (Associação Internacional de Direito do Seguro), do IBDS (Instituto Brasileiro de Direito do Seguro), da BILA (British Insurance Law Association) e do IBDCivil (Instituto Brasileiro de Direito Civil) e do IBERC (Instituto Brasileiro de Estudos de Responsabilidade Civil). É sócio e responsável pela área de seguros no escritório Chalfin, Goldberg, Vainboim Advogados, tanto no massificado quanto no estratégico.
Publicado
07-06-2022
Como Citar
GoldbergI. Reflexões a respeito do seguro garantia e da nova Lei de Licitações. Revista IBERC, v. 5, n. 2, p. 61-88, 7 jun. 2022.