A etiologia dos punitive damages nos Estados Unidos e Inglaterra

Palavras-chave: Punitive damages, responsabilidade civil, dano

Resumo

O poema universal de Ovídio, “Metamorfoses”, é cosmogônico e também etiológico. A cosmogonia se refere principalmente à origem dos elementos primordiais e mais importantes do mundo – Céu, Terra, Oceano, Dia, Noite. Já a etiologia se refere a elementos muito menores, como a origem de certas árvores, como surgiu o deserto e até coisas menores, como a origem de certos nomes. Cuida-se de estratégia narrativa muito importante, ausente nas cosmogonias: trata-se do “aquilo deu nisso” em que “isso” é o que todos vêem, é o que todos já sabem, e “aquilo” é sua causa desconhecida, antiga, velada. Na seção cosmogônica o poeta Ovídio narra a origem primeira do mundo e nas etiológicas, a longa história subsequente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nelson Rosenvald
Procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais. Professor do Doutorado e Mestrado do IDP/DF. Pós-Doutor em Direito Civil – Universitá Roma Tre (IT-2011). Pós-Doutor em Direito Societário na Universidade de Coimbra (PO-2017). Visiting Academic - Oxford University (UK-2016-2017). Professor Visitante na Universidade Carlos III (ES-2018). Doutor e Mestre pela PUC/SP. Presidente do Instituto Brasileiro de Responsabilidade Civil (IBERC). Fellow of the European Law Institute (ELI). Member of the Society of Legal Scholars (UK). Membro do Grupo Ibero-americano de Responsabilidade Civil. Membro do Comitê Científico da revista Actualidad Jurídica Ibero-americana (España).
Publicado
12-04-2021
Como Citar
ROSENVALD, N. A etiologia dos punitive damages nos Estados Unidos e Inglaterra. Revista IBERC, v. 4, n. 1, p. V-XVI, 12 abr. 2021.
Seção
Editorial